P. Afonso Herédia, SJ (11.5.1943 – 31.10.2014)

/, Professores/P. Afonso Herédia, SJ (11.5.1943 – 31.10.2014)

P. Afonso Herédia, SJ (11.5.1943 – 31.10.2014)

O P. Afonso José de Herédia nasceu a 11 Maio de 1943, em Mina de São Domingos, Corte do Pinto, Mértola (Beja).
Entrou na Companhia de Jesus na Casa da Torre, Soutelo, Vila Verde (Braga), a 7 de Setembro de 1964 e fez o seu tempo de Juniorado e Filosofia em Braga, na Faculdade Filosofia, de 1966 a 1970. A sua etapa de Magistério teria lugar no Instituto Nun’ Alvres, Caldas da Saúde, como Sub-Perfeito e Professor durante dois anos (1970-72) e a Teologia na Universidade Gregoriana em Roma (1972-77).
Após os cinco anos de Teologia, regressou ao Instituto Nun’ Alvres, Caldas da Saúde, onde foi Professor, Perfeito, Diretor do Ciclo Liceal, Consultor da Casa, Assistentes de zona dos Escoteiros e colaborador na Paróquia de Areias.
Em 1984, veio para Lisboa, para o Colégio São João de Brito, como Espiritual dos alunos do 2º Ciclo e Professor de Religião, em 1986 assumiu também a função de Ajudante da Administração do Colégio e responsável da manutenção do mesmo.
No ano de 1985, assumiu a missão de Assistente Pastoral do Centro Social da Musgueira (Lisboa) e, dois anos mais tarde, seria nomeado Diretor do mesmo Centro Social.
Em 1994 mudou-se para a Comunidade da Residência de São Francisco Xavier, ao lado do colégio, onde assumiu também o cargo de Ecónomo da Província.
No ano seguinte (1995), seria nomeado Ecónomo da Comunidade, Director do Secretariado das Missões e Consultor da Casa. Entre 2000 a 2002, foi Coordenador do JRS (Serviço Jesuíta aos Refugiados) e de 2003 a 2005 Presidente do Conselho Administrativo da Fundação Gonçalo da Silveira (FGS).
Em 2002, o P. Afonso regressou à comunidade do Colégio São João de Brito, voltando a assumir o cargo de Ecónomo da Comunidade local e da Comunidade da Casa de Escritores (Brotéria) em Lisboa
Na sua vida de sacerdote jesuíta, foi ainda Guia CVX, Assistente de Equipas de Casais de Nossa Senhora e Capelão de inúmeros campos de férias do Mocamfe, Camtil e Campinácios.
A vida do P. Afonso ficou marcada por um forte testemunho de sentido sacerdotal na disponibilidade e no serviço pastoral. Incansável a responder prontamente aos pedidos de colaboração e preocupado em ajudar quem mais precisava, dedicou a sua vida ao serviço dos outros, especialmente dos mais pobres e desfavorecidos.
Que a sua alma repouse em paz para sempre.

@Boletim Jesuítas #352

Por | 2017-01-03T11:21:28+00:00 21 Dezembro, 2014|Jesuitas, Professores|